Soulfly: novo álbum será conceitual como o "Roots", do Sepultura
12/11/2017 - 23h31 em Música

Max Cavalera contou ao "No Limits Music Show" quais suas ideias para o novo álbum do Soulfly, o sucessor do "Archangel" de 2015, com lançamento previsto para meados do próximo ano pela gravadora Nuclear Blast.

"Minha ideia é trazer de volta alguns elementos tribais. Muitos sempre pedem... e eu também quero, pois adoro aquele peso das percussões com as guitarras - é fantástico. Tivemos isto no 'Prophecy' (2004), com o 'Primitive' (2000) e com o primeiro disco do Soulfly (1998). E isto meio que se perdeu nas turnês do Soulfly. Depois do 'Dark Ages' (2005) paramos de usar as percussões, então acho muito legal trazê-las de volta - é a hora certa pra isto".

Prossegue Max: "O trabalho será profundamente tribal e bastante espiritual. Há um conceito, não posso falar muito sobre isto pois é meio que uma surpresa. Mas há um conceito por trás do disco, e não faço algo conceitual assim desde o 'Roots' (Sepultura, 1996). Então este novo álbum terá o mesmo sentimento do 'Roots'".

Depois Max explica que vai completar o processo de composição assim que terminar com a turnê "Point Blank With Soulfly", onde o Soulfly vem apresentando o único álbum lançado pelo Nailbomb em 1994. "Espero entrar em estúdio por volta de janeiro (de 2018)", diz Max. "Já temos o produtor, Josh Wilber, o cara trabalhou com Killer Be Killed, Lamb Of God, um sujeito incrível, então será fantástico para este álbum. E, claro, serão vinte anos de lançamento do primeiro álbum do Soulfly, então é uma data especial, esperamos que a gente possa fazer um disco especial, tomara que com grandes convidados especiais. Não sei ainda quem vou conseguir, mas tenho certeza que será um pessoal incrível".

 

Por Bruce William, Fonte: Blabbermouth

COMENTÁRIOS